Setor de Répteis

O Setor de Manutenção de Répteis, coordenado pela Profa. Dra. Vera Lúcia de Campos Brites, registrado desde 1995 pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente dos Recursos Naturais Renováver (IBAMA), enquadra-se na categoria CRIADOURO CONSERVACIONISTA DA FAUNA SILVESTRE – FINALIDADE CIENTÍFICA.

São alojados neste Setor espécimes de répteis, principalmente serpentes, alguns lagartos e tartarugas destinadas a pesquisas científicas realizadas em várias áreas do conhecimento como: bioquímica de peçonhas, bioquímica de sangue, microbiologia, hematologia, patologia, etologia etc. Também são obtidos dados sobre a biologia de algumas espécies principalmente quanto à reprodução (oviposições, período de incubação e número de crias). 

A grande maioria dos espécimes alojados e pesquisados são provenientes do cerrado das zonas geográficas do Triângulo e do Alto Paranaíba, Minas Gerais.   

As pesquisas são realizadas por pesquisadores e alunos da Universidade Federal de Uberlândia e também de outras Instituições do País, sendo desenvolvidas teses de doutorado, dissertações de mestrado, monografias de bacharelado em Ciências Biológicas e pesquisas diversas.

Coordenadora: Profa. Dra. Vera Lúcia de Campos Brites.

Técnica responsável: Paula Cristina Bigido Tavares

Telefone: 34 3225-8685

Vista externa do Setor de Manutenção de Répteis - UFU

Laboratório do Setor de Répteis

 

 

Recinto dos lagartos

Alojamento das serpentes

Alojamento das serpentes

Ninhada de serpente (oviposição e incubação no Setor de Répteis)